novembro de 2018 | Edição 713
clique p/ampliar
E-TRON numa gaiola Faraday
A versão de produção do protótipo Audi e-tron inicia uma nova era para a marca dos quatro anéis¸ que se transforma de um fabricante de automóveis em um sistemista de carregamento elétrico, tanto num centro elétrico como na residência do cliente.
O protótipo do e-tron é o primeiro veículo em mercado com carga rápida de 150 kW. Em mínimos (para um elétrico) 30 minutos o SUV elétrico está pronto para sua próxima viagem de até mais de 400 km.

A gaiola Faraday com ogiva de teste de alta tensão na planta (hoje única) de comutação de Berlim mede 42 x 32 x 25 metros. Um grupo de engenheiros nesta maior instalação de produção de interruptores do mundo está pesquisando impulsos de raios de até três milhões de volts.

Construído em 1958, o edifício abriga um gerador de impulsos do tamanho de uma casa, e o Audi e-tron está bem no meio dele. Clarões de luz dançam com crepitação pulsante sobre o teto do carro, iluminando o hall de 25 metros de altura. Os peritos dirigem uma carga de alta voltagem ao carro, num experimento que muitos sonharam fazer por milhares de anos: capturar raios e usar sua energia. Mesmo hoje, não se pode usar um raio para energizar um carro, embora os engenheiros tenham aos poucos chegado mais perto desta visão.

Em certas estações de alta potência, usando o padrão europeu Combined Charging System (CCS), uma carga está completa em menos de trinta minutos devido principalmente ao sofisticado sistema de gerenciamento térmico da bateria de íon de lítio.

No fim dos próximos anos haverá quase 200 dessas estações de alta potência (HPC), cada uma delas com seis pontos de carga. Os planos são de 400 a intervalos de 120 km em autoestradas até 2020.



Além de carga rápida com corrente direta, o SUV poderá ser recarregado com corrente alternada de 11 kW ou opcionalmente 22 kW. Ao todo, os clientes Audi terão opção de mais de 65.000 estações de carregamento público através da Europa, número esse que crescerá nas primeiras décadas quase constantemente.

Juntamento com um sistema doméstico de gerenciamento de energia, o sistema de conexão de carregamento oferece também funções de carregamento inteligentes.


Exemplo: o protótipo pode carregar ao máximo nível permitido pelo sistema elétrico da casa e do carro enquanto leva em conta a demanda de outros consumidores da família, evitando sobrecarga do sistema.

Mais: as pessoas da casa podem definir suas prioridades pessoais, carregando quando a eletricidade é mais barata. Se a casa for equipada com um sistema fotovoltaico, o carro pode ser carregado usando a eletricidade gerada pelo sistema e carregando de acordo com as fases esperadas de Sol.

Agora, no lançamento AC ou DC, 11 kW ou 150 kW, bastará um cartão. A partir do próximo ano a cobrança será automática, sem pagamento físico, o carro se autorizando e destravando a estação.