outubro de 2018 | Edição 712
clique p/ampliar
A Comissão europeia e a indústria desenvolvem Vecto
Vecto é um processo de simulação desenvolvido pela Comissão Europeia juntamente com a indústria de caminhões. Seu foco é cada vez mais dirigido ao consumo de combustível e à emissão de CO2. Do ano que vem em diante os fabricantes passarão a medir e mostrar essa transparência com a ajuda de um programa específico de software.

Quando os limites impostos aos novos padrões são comparados, como a entrada de Euro 1 em outubro de 1993 e do Euro VI em 31 de dezembro de 2013, tecnologias altamente sofisticadas foram necessárias para lidar com esses limites, quando houve uma melhora gradual da qualidade do ar em cidades pequenas e grandes. Os óxidos de nitrogênio, por exemplo, existem hoje 95% a menos do que no tempo do Euro 1 – e isso foi conseguido em meio a um consumo bem mais baixo.

Desafio: Acordo do Clima de Paris

Para fazer face ao Acordo de Clima de Paris, todos os países do mundo terão de reduzir suas emissões em 25%. Já que os veículos rodoviários pesados produzem 25% das emissões causadas pelo tráfego rodoviário, a União Européia vê razão para revisar a legislação aqui.

Desafio: reduzir as emissões de veículos comerciais pesados é muito mais complicado que reduzir emissões de automóveis de passeio, já que existem muitas versões de caminhões para tarefas eventualmente variadas.

O consumo de combustível e as emissões de CO2 são duas variáveis lineares quando se fala de motores de combustão. Nos últimos 22 anos o consumo de combustível pelos pesados da Mercedes caiu 22% e suas emissões igualmente, quando então a Comissão européia, resolveu desenvolver o Vecto para garantir a maior comparabilidade dos caminhões.

Vecto significa Vehicle Energy Consumption Calculation Tool, ou ferramenta de cálculo de consumo de energia do veiculo. Com esse processo, a Comissão Européia quer criar uma base de dados correta para as emissões dos veículos comerciais, válida em toda a Europa e para todos os fabricantes.

O software da VECTO é um elemento central num processo elaborado determinante das emissões dos veículos comerciais válido para toda a Europa e todos os fabricantes. Seis componentes exercem uma grande influência sobre o consumo: o motor, a resistência ao rolamento dos pneus, o veículo em sí com seu arrasto aerodinâmico, a transmissão, os eixos e finalmente as montagens auxiliares. Com a exceção dessas últimas, para as quais os valores padronizados ainda serão usados, os valores de todos os componentes metrologicamente mencionados serão assim determinados.

A ferramenta processará todos esses dados, calculará as emissões para quaisquer veículos comerciais e definirá as áreas de aplicação. Isso tornará mais fácil para o cliente comparar diretamente os modelos de veículos envolvidos e aumentará a competição entre os fabricantes embora o software tenha limites e não possa lidar com todas as situações de aplicação.

O Vecto ainda não inclui sistemas anticipatórios já existentes em caminhões Mercedes, como por exemplo o PCC, Predictive Powertrain Control, ou controle preditivo de trem de força. O modelo Vecto de simulação precisa portanto ser desenvolvido ainda mais, já que o que interessa aos operadores de transporte ainda é o consumo real de combustível , geralmente mais baixo do que os cálculos Vecto.

Mas fica ainda uma dúvida: será que os novos requisitos legais influenciarão o desenvolvimento dos caminhões do futuro?