outubro de 2019 | Edição 726
clique p/ampliar
Patinete elétrico Audi
Só existentes, é claro, quando as imensas vias não estão totalmente cheias de automóveis, caminhões, ônibus e outros enormes veículos – inclusive motos. Agora, porém, já há uma solução à vista, trazida por mais improvável que possa parecer, por uma das mais famosas fabricas construtoras de automóveis do planeta, a Audi.
A Audi sabe que a tendência da mobilidade urbana é, antes de tudo, multimodal, combinando as vantagens de um patinete ultra-moderno nascido no fim de 2019 às de um patinete mecânico, hoje chamado de skate, tão pouco usado que já é virtualmente desaparecido.
Batizado pela Audi de E-Tron Scooter, pode ser dobrado e armazenado convenientemente no porta-malas de um automóvel convencional, rebocado por praticamente qualquer veículo (inclusive de tração animal) é extremamente fácil de dirigir, inclusive com uma só mão. Sua velocidade máxima é de 20 km/h.
O veículo será comercializado no final de 2020 na Europa pela “bagatela” de 2.000 euros – quase R$ 9 mil.
O valor é elevado diante de concorrentes elétricos. A rival BMW já anunciou o lançamento de seu patinete elétrico E-Scooter para setembro no mercado europeu, mas por 799 euros (cerca de R$ 3.560).

Com 12 kg, o modelo pode ser dobrado e transportado como se fosse uma mala de rodinhas. Dessa forma, pode ser levado em trens, metrôs ou ônibus e usado para completar o percurso até o destino.